Minha lista de blogs

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Munique e Freising

Marienplatz em Munique
Eu e Leo
Mamãe e urso de Freising
No restaurante tailandês
Mamãe em frente ao castelo de Sigmaringen

Saímos de Liechtenstein um pouco tristes por deixar um lugar tão belo e cômodo, mas prontas para a próxima. Passamos na estrada super felizes, ainda mais poque vimos neve e tudo. Atravessamos 30 minutos da Áustria (e nem sabíamos) para chegar em Munique. Para nosso azar, tivemos um controle ali no finalzinho, e um segurança arrancou 120 euros de nós, porque não havíamos um passe especial da Áustria. Muita pena, mas eu não podia ter feito nada de diferente.
Chegamos no hotel de Munique que eu havia visto pela internet, com internet e estacionamento, fizemos check-in e fomos comer num restaurante típico bavário. Foi muito bom!!! Cerveja grande e legumes com queijo derretido por cima, nham nham.
Logo após, fomos para a casa do meu amigo Léo e ele nos mostrou a sua fazenda, com vaquinhas e bezerrinhos, a coisa mais fofa! Não consegui me comunicar bem com elas, porque acho que elas só falam alemão mesmo.
Logo após Léo nos levou a Munique e nos mostrou os principais pontos turísticos e interessantes. É incrível, é tudo muito grande lá. Ruas, monumentos, praças etc.
Mamãe resolveu ficar no hotel e fomos eu e Léo à procura de um bar interessante. Foi estranho pra mim voltar ao mesmo lugar que estive ano passado, fazendo quase o mesmo percurso, mas numa situação completamente diferente. O tempo estava quase o mesmo: chuva quase o tempo todo.
Passando de bar em bar porque estavam todos lotados, acabamos ficando em um mexicano por 30 minutos e fomos embora, já que a chuva não ajudava. O coitado voltou de trem e eu fui nanar.
No outro dia eu e mamãe fomos visitar Freising, onde se localiza a cervejaria mais antiga do mundo. Sem querer contar o detalhe que não achamos a tal, visitamos bem a cidade e também o castelo, que infelizmente estava fechado, mas mesmo assim conseguiu me fazer quase quebrar o pé na frente dele. O bichinho inchou de tal forma que mesmo hoje, 5 dias depois, ainda dói. Não deixei de conhecer nada, eu ia mancando mesmo, mas ia. É engraçado se passar de defic... cof cof, pessoa com capacidades limitadas. As pessoas te olham diferente, não sei se bom ou ruim. Acho que posso ter certos privilégios assim, hihihi.
A cidade é bem fofa. Compramos um monte de coisa, pra variar. Mamãe quase infartou de tanto andar. Ah, e comemos num restaurante tailandês muito bom, barato e lindo. Valeu muito a pena.
À noite o Léo apareceu de novo no Hotel e fomos para a casa dele com os amiguinhos bavários dele. Foi divertido, ele me mostrou algumas fotos bem batutas (ele diz que é fotógrafo).
No outro dia partimos para Sigmaringen.






video

2 comentários:

  1. Tanta coisa maravilhosa para mostrar,e vc põe a foto minha com o urso.....ele até que é bonitinho,mas eu estraguei tudo,ahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Deeee... meu quanto tempo!!! Se eu soubesse da ultima vez que a gente se viu, que vc ia viajar pro resto da vida, eu tinha aproveitado mais!!! hahaha! Dei uma navegada no seu blog e bateu a maior saudade... meu quanta coisa legal vc tá vendo e experimentando hein?! Eu que nunca saí do Brasil nem consigo imaginar. To trabalhando feito louco com música e áudio, tentando fazer um nome pra mim... quando aparecer por sampa me liga hein?! Bjão!!!

    ResponderExcluir